A Estratégia de Mercado da BlackBerry no Brasil será Corporativa ou Consumidora?

6
120

blackberry-corporativo

 

Em conversas mantidas com funcionários da BlackBerry no Brasil não temos dúvidas que o foco da empresa no Brasil é o corporativo. Já falamos isso em nosso canal do Twitter e Facebook mas sempre há novidades. E muitas vezes ficamos com dúvidas se o foco de vendas da BlackBerry poderá mudar.

A BlackBerry sinalizou de várias formas o foco no segmento corporativo. Primeiro, nas redes sociais: O canal oficial em português no Facebook não existe mais assim como no Twitter. A empresa pede para seguir os canais globais em inglês. Além disso, em todas as notícias oficiais publicadas é possível notar o foco no corporativo e em pessoas em busca de alta produtividade. Por causa destes fatos fiz a seguinte pergunta para um alto funcionário da BlackBerry no Brasil sobre este assunto e ele respondeu que:

@@@googlead@@@

“Também anunciamos que vamos focar no segmento corporativo e prosumer (que definimos como aqueles usuários individuais, que usam o smartphone intensivamente como uma ferramenta de produtividade). Este mercado faz parte do DNA da BlackBerry.Em relação aos recursos corporativos, continuamos confiantes que temos a melhor e mais segura solução de Mobile Device Management do mercado. Das mais de 200 mil instalações do MDM BES que temos hoje, 25 mil clientes já migraram para a solução BES 10 em apenas um trimestre.

Todo este processo faz parte de uma reestruturação que visa adequar nossa estrutura para os segmentos foco, os quais já é o foco no Brasil a algum tempo. Alguma decisões difíceis tem que ser tomadas e e a centralização dos nosso canais de social media foi uma delas. Mas antes de tomar esta decisão fizemos uma pesquisa com o seguimento focos e 85% disseram que não teriam problemas com o conteúdo em inglês.

A operação no Brasil segue a plenos vapor. Este é um mercado estratégico para a empresa.”

Bom a mensagem está mais do que clara que o foco da BlackBerry no mercado brasileiro é o corporativo além do mercado “prosumer” (que a maioria de nós amantes e da alta produtividade estamos incluídos). Outro ponto a ser mencionado é o formato de vendas de soluções e aparelhos, pois em um evento da BlackBerry para o mercado corporativo foi anunciado que:

“Trabalhamos de duas formas: uma é direto com os clientes corporativos, apresentando e fomentando essa demanda, e outra com as operadoras”.

Quando algum leitor fala que não encontra um aparelho BlackBerry para vender em uma loja perto de sua casa explicamos o motivo acima. Poucas lojas de operadoras tem smartphones BlackBerry para vender, assim, o caminho que muitos fazem para comprar um novo aparelho é via Internet.

 

Carlos Eduardo da Silva. Administrador e editor-chefe deste site. Formação em Telecomunicações e Redes de Computadores. Especialista em Engenharia de Projetos de Software.
  • harley barbosa

    Amigo, comprei um BlackBerry Passport Esses dias. O celular é show

  • Harley Barbosa

    Acabei de comprar esses dias um passport

  • sincero

    Não encontramos mais bb nem pra corporativo. Temos uma empresa com pouco mais de 100 linhas. Até tentei bb, mas não encontro mais.

  • Mirabeau Bastos

    É impressionante a atitude da BB. Pelo menos aqui no Brasil, nós temos que nos esforçar para continuarmos sendo clientes Blackberry. As operadoras não oferecem nem planos muito menos aparelhos (salvo nextel). Se quisermos informações ou ajuda, temos que recorrer aos blogs e grupos. Fora isso, não há nada. Acho que isso justifica o que o funcionário disse “pleno vapor”. Blackberry no BR vai evaporar, mesmo.

  • Rafael Almeida

    Rafael Almeida

    Não encontro mais aparelhos BB nas operadoras para o mercado corporativo. Este problema está fazendo com que nós estudamos outras alternativas. Entrado em contato com a operadora Vivo e fomos informados que a BlackBerry não é mais o foco do Corporativo. Lamentável.

  • Erivelton Freitas

    Queria encontrar Smartphones BlackBerry para vender em Lojas Físicas. Mas até agora não achei, nem nas Operadoras. Acho que terei que Apelar para o Mercado Livre!